Como funcionam os outlets virtuais e porquê você deve ter um

Os outlets virtuais trabalham de maneira diferente das lojas virtuais comuns. Tudo começa pelo modelo de negóciodiferenciado: os outlets reembalam e vendem os produtos
devolvidos pelos clientes às lojas.

<

Como funcionam os outlets virtuais e porquê você deve ter um

Os outlets virtuais trabalham de maneira diferente das lojas virtuais comuns. Tudo começa pelo modelo de negóciodiferenciado: os outlets reembalam e vendem os produtos
devolvidos pelos clientes às lojas.

Por: Redação - GTC
em 16 de agosto de 2017

Outros ainda oferecem a opção de compra de produtos usados selecionados em bom estado. Na prática, os outlets funcionam como um importante complemento a outros e-commerces.

“Não era o que eu queria”

Existem diversas situações nas quais os clientes podem devolver produtos comprados online. Segundo o artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor: “O consumidor pode desistir do contrato, no prazo de sete dias a contar de sua assinatura ou do ato de recebimento do produto ou serviço, sempre que a contratação de fornecimento de produtos e serviços ocorrer fora do estabelecimento comercial, especialmente por telefone ou em domicílio.”

icones-1

Nestas condições, o consumidor pode devolver o produto por apresentar avarias diversas (estéticas, funcionais e em embalagem), numeração errada de peças de vestuário, produto errado ou, simplesmente, por não atender às suas expectativas dentro do prazo estabelecido pelo Código de Defesa do Consumidor. E é justamente aí que os outlets virtuais entram no jogo.

Os produtos devolvidos são selecionados segundo suas condições para que sejam revendidos. Caso haja apenas avarias na embalagem, o produto recebe um novo pacote e é vendido por preços reduzidos. Há casos de pequenos danos estéticos, tais como riscos superficiais e pequenos amassados que podem ser reparados ou vendidos, sob aviso, com estes problemas.

O barato mais barato

Entre os grandes outlets é possível encontrar também uma sessão de produtos usados. Este mercado encontra com clientes que buscam um custo-benefício interessante e não fazem questão de um produto totalmente novo.

Este segmento está em ascensão, tanto que passou por um crescimento de icones-1 nas vendas entre 2015 e 2016.
icones-1

Neste caso, o procedimento é diferente: os smartphones recebidos são avaliados quanto a seu estado de conservação, tanto visual quanto de uso. Pequenos defeitos geram decréscimo no valor de compra do celular usado, mas, geralmente, são reparados antes da venda. Caso o modelo esteja demasiadamente danificado ou em péssimas condições de uso, são devolvidos ao vendedor.

Para chegar às mãos do comprador é preciso que o aparelho passei por um processo de limpeza física e virtual, eliminando todos os traços e informações do antigo dono. A garantia de fábrica, se ainda vigente, é mantida para o segundo dono. No final das contas, a grande vantagem está no preço significativamente reduzido em relação ao modelo “zero quilômetro”.

Você precisa de um outlet

O outlet pode ser a perfeita expansão natural do seu negócio. Afinal, o que fazer com os produtos devolvidos pelos clientes ou aqueles que apresentaram avarias estéticas?

icones-1

Os consumidores se interessam por produtos consideravelmente mais baratos, mesmo que não estejam esteticamente perfeitos.

Assim, os itens retornados terão um novo destino e ainda gerar lucro. Que tal incorporar também produtos de tecnologia usados? Como dito anteriormente, este mercado está em plena ascensão.

E como eu faço meu outlet?

Fazer um outlet não é somente criar uma categoria nova em seu site. Você precisa criar um fluxo organizacional em sua empresa para os produtos devolvidos e claro, criar uma página para que clientes antigos ou novos ofereçam seus produtos usados em bom estado para a coleta e avaliação de um setor de análise. Que aliás, se você não tem, precisará de um também!

É um processo que pode ser longo, mas se feito com planejamento e se antecipando às dificuldades tem muito potencial para dar certo e retornar o investimento feito a médio prazo.

icones-1

Não tem estrutura para criar? Parcerias com outros e-commerces podem render bons resultados e uma repercussão maior no mercado.

Ainda tem alguma dúvida de que um outlet virtual pode te ajudar a expandir seu negócio e vender mais? Fale com a GTC!

Por: Redação - GTC
em 16 de agosto de 2017

Quer que seus clientes tenham o máximo de confiança em seu e-commerce? Nós sabemos como fazer isso.
Fale com a GTC!

Vamos Conversar :-)

Posts Relacionados

Mercado

Por: Redação - GTC
em 9 de janeiro de 2018

Vantagens e
desvantagens de se
entrar em um Marketplace

O Marketplace é, nada mais nada menos, que um shopping center virtual. Nele, é possível encontrar produtos de diferentes marcas e fornecedores. E-commerces como o da Magazine Luiza, Dafiti, Lojas Americanas e Kanui são ótimos exemplos, uma vez que possuem produtos de diferentes fabricantes.

+
Mercado

Por: Redação - GTC
em 6 de dezembro de 2017

Histórico glorioso não garante futuro de sucesso

Durante muitos anos, ouvimos nas arquibancadas dos grandes estádios de futebol e, inclusive, nas mesas redondas que debatem fervorosamente sobre o tema, pessoas falando das grandes conquistas de times de futebol que hoje já não atuam da mesma forma, ou já não conquistam títulos expressivos há algum tempo. 

+
Performance

Por: Redação - GTC
em 26 de outubro de 2017

Como o bom humor vai salvar as interações entre marcas e clientes?

O novo perfil do consumidor está mudando significativamente as formas de atendimento e resolução de problemas que, o tempo todo, se renovam e buscam novas formas de corresponder expectativas.

+
Parceiro Google