BI: uma palavra pequena
para um crescimento
imensurável

Muito se fala em gerenciamento
inteligente para um futuro promissor,
mas você já identificou todas as
oportunidades para fazer bonito?

<

BI: uma palavra pequena
para um crescimento
imensurável

Muito se fala em gerenciamento
inteligente para um futuro promissor,
mas você já identificou todas as
oportunidades para fazer bonito?

Por: Redação - GTC
em 11 de julho de 2018

Certamente impulsionado pela constante evolução da internet, quem não pega carona no crescimento das informações que não param de surgir, acaba ficando pra trás. E é aí que vem o desafio para os empreendedores do e-commerce: como usar esses dados a seu favor para melhorar as estratégias de gestão do negócio? É aí que entra o Business Intelligence (BI).

Ao pé da letra, BI nada mais é do que “inteligência de negócios” e foi desenvolvido para ser utilizado em ambientes de alta complexidade. Mas, falando assim, parece simples. E na verdade se torna fácil depois de entender o que é, como funciona, como usar em benefício próprio e a importância das informações coletadas. As técnicas de BI são essenciais para saber qual é o próximo passo, qual caminho seguir e qual atitude tomar.

Então, o que, necessariamente significa isso?

O Business Intelligence é o “garimpo” de informações úteis e relevantes para uma empresa a partir de dados coletados de inúmeras fontes, como concorrentes, clientes, mercado, pesquisas contratadas, fornecedores e até governo. Com o suporte tecnológico adequado, sua loja online poderá agrupar uma infinidade de dados e cruzá-los em segundos, obtendo respostas rápidas para o problema encontrado. A coleta dessas informações vai permitir a condução correta do que deve ser feito a seguir, por meio de estratégias criadas a partir disso.

Basicamente, BI é a evolução do empreendedor que possui poder de decisão, saindo da gestão baseada no “achismo” e partindo para um gerenciamento baseado em dados e informações concretas. Isso permite entender qual é a situação da empresa atualmente e qual será a decisão mais assertiva para garantir um sucesso ainda maior com pouca – ou nenhuma – margem de erro.

O cruzamento dos dados vai permitir que você, empresário, consiga identificar o comportamento do usuário/consumidor, identificar tendências de mercado e descobrir padrões de hábitos de consumo. Dessa forma, é possível fidelizar o seu cliente, construindo relações duradouras com o público através de estratégias fundamentadas e efetivas, personalizar campanhas visando a audiência, desenvolver promoções e ofertas exclusivas para um segmento específico. Tudo isso vai aumentar ainda mais as conversões do seu site. Que tal?

Para que você comece a implementar essa técnica no seu e-commerce, primeiro é preciso identificar quais recursos você já utiliza, como CRM, ERP, alguma plataforma para monitoramento de redes sociais, web analytics ou outras. E assim você começa a formar seu time de BI.

Após fazer a identificação, é hora de definir as métricas de acordo com as necessidades do seu e-commerce. Aumentar a produtividade, gerar leads, aumentar conversões, aumentar a base de fãs nas redes sociais e banco de dados para criação de mailing e consequentemente aumentar o faturamento. É importante definir para traçar uma meta, pois quando se sabe onde quer chegar o caminho fica mais funcional.

Garanta a integração das ferramentas e da equipe, não adianta utilizar várias ferramentas importantes e não conseguir cruzar os dados quando mais de uma pessoa as opera. É preciso analisar adequadamente para que isso não vire um elefante branco utilizado da maneira errada.

Ah, e não se esqueça de dar suporte e treinamento, se preciso for. Isso conscientiza o colaborador e cria sensação de utilidade, pois o colaborador se sentirá parte importante do projeto e não apenas um número fazendo um trabalho mecânico que será colocado numa gaveta. Ajude-os a identificar o que for realmente válido para o seu negócio e assim, consequentemente, trazer resultados positivos para a empresa, para equipe e para o profissional individual.

Se atualizar não é uma tarefa fácil, uma vez que a cada dia surgem novas ferramentas e maneiras de lidar com elas. Além disso, o cliente está cada vez mais exigente e não aceita qualquer propaganda e/ou anúncio jogado e feito de qualquer jeito, com pressa. Trabalhe para que o sucesso seja o mínimo a ser alcançado, pois quando um comprador identifica uma oportunidade de adquirir aquilo que ele tanto busca, quase que feita personalizada, com certeza ele não vai deixar passar batido.

E não se esqueça, se precisar de ajuda, estamos disponíveis para tomar um café, um suco e te ajudar a encontrar a estratégia perfeita e segmentada para a sua loja. Ou seja, você personaliza para o seu cliente e a GTC personaliza pra você. 😉

Por: Redação - GTC
em 11 de julho de 2018

Vamos Conversar :-)

Posts Relacionados

Mercado

Por: Redação - GTC
em 25 de junho de 2018

Como não levar 7×1
em suas campanhas

durante a Copa

Além de toda a empolgação pelo hexa, é necessário se
atentar para algumas regras do país sede do mundial.

+
E-commerce

Por: Redação - GTC
em 21 de junho de 2018

E-commerce:
como se antecipar a
futuros lançamentos

O primeiro semestre de 2017 teve crescimentos expressivos no
faturamento dos e-commerces brasileiros e a segunda
metade do ano não poderia ser diferente.

+
Cliente

Por: Redação - GTC
em 12 de junho de 2018

Good To Connect leva
mais um cliente
pra casa,
a Desinchá

Uma parceria promissora com a marca queridinha do mundo
fitness começa

+
Parceiro Google