Até quando minha empresa vai existir

Ter uma empresa vai muito além de ter uma boa oferta, bom produto e uma boa equipe. A grande maioria das empresas funcionam até hoje se utilizando dos mesmos fluxos, processos e até pessoas, na qual ela foi criada.

<

Até quando minha empresa vai existir

Ter uma empresa vai muito além de ter uma boa oferta, bom produto e uma boa equipe. A grande maioria das empresas funcionam até hoje se utilizando dos mesmos fluxos, processos e até pessoas, na qual ela foi criada.

Por: Thiago Buchler
em 29 de agosto de 2017

Por mais que o conceito de startups tenha sido criado há alguns anos atrás, o modus operandi delas existe há séculos. Isso independe do tempo de existência, quantidade de pessoas ou faturamento.

Os conceitos de barbearias tradicionais, por exemplo, já existem a mais de duzentos anos. No Brasil, os produtos e serviços desse segmento obtiveram um crescimento de 10% na última década, chegando a atingir um faturamento de R$ 100 bilhões e até 2019 a previsão é que o Brasil esteja no topo do mercado.

A barbearia Truefitt & Hill, em Londres, existe a mais de 200 anos. Mas esse segmento começou a crescer no Brasil somente a 10 anos atrás.

Foto retirada do site da barbearia Truefitt & Hill.
www.truefittandhill.co.uk

A busca constante…

Obter a consolidação do produto ou serviço alinhado ao resultado, é um dos principais e mais agressivos objetivos, vale tudo. A adrenalina de trocar as peças com o avião no ar, virando noites, enxugando custos e projetando o lucro, acaba sendo um mantra diário de todo empreendedor. A frase “vem comigo que no caminho eu te conto” nunca fez tanto sentido.

Claro que todos possuem ao menos uma planilha simples com as despesas, projeção de receita, e um status de como está sendo esse início. Mas depois de três meses, o resultado do seu planejamento atendeu as expectativas? Saiu como você imaginava? A empresa ainda existe?

istock-468691690

Seis de cada dez franquias de
paletas mexicanas fecharam.

Aprendemos nos livros e cursos de empreendedorismo, que o primeiro ano de toda empresa é o mais difícil. De acordo com o IBGE, 24% das empresas decretam falência ainda no primeiro ano de existência. Os fatores que contribuem para isso vão desde impostos, decisões e contratações equivocadas e até mesmo superestimar seu produto ou “inovação” dentro de seu mercado de atuação.

Além desses desafios tradicionais, outros fatores dão mais dinâmica ao jogo. Dentre eles, destacamos a grande utilização dos smartphones; as mudanças do hábito de consumo dos clientes; a influência das redes sociais para pesquisa e a obtenção de opiniões; e combinação de marketing direcionado com machine learning.

Parece de outro mundo, não?

Acredite, esse “futuro” na verdade já é passado! Assim também como casas inteligentes, carros autônomos e impressão de células em impressoras 3D. Mas o que sua empresa tem a ver com tudo isso? Simples. Não é possível se ter um negócio sustentável se ele não for adequado para essa nova realidade!

download

Não basta contratar uma agência de marketing ou investir em publicidade. O buraco é muito mais embaixo! O negócio precisa ser avaliado e ajustado, antes de falarmos de marketing, ROI, omnichannel e etc. Isso reflete também nas maneiras com que as agências se posicionam ou atuam, mas esse não é o foco aqui.

Quando dizemos que seu negócio precisa ser ajustado, falamos da marca, posicionamento, estratégia comercial, rentabilidade, fluxo, pessoas, resultados e até a mentalidade dos sócios. Só depois disso é que o site, aplicativo, mídia, dentre outros, devem ser avaliados. Afinal, fica na conta de quem o insucesso de um projeto ou resultado? Do cliente que pediu para a agência fazer como ele queria ou da agência que executou da maneira que o mesmo queria, sabendo que não iria dar certo? Sabemos que a corda arrebenta do lado mais fraco, ou seja, a culpa é da agência e não do cliente que já trocou mais de 5 agências em 2 anos. É basicamente como um treinador de futebol que é cortado por não dar resultado, mesmo não tendo condições ou equipe.

delorean

As empresas não precisam de agências de marketing. Precisam de parceiros que entendam profundamente o seu negócio e proponham soluções e executem junto ao cliente, para de fato, trazer resultados! Foi pensando em tudo isso que a GTC criou uma metodologia única, que traz a experiência de grandes cases e resultados de marketing e tecnologia.

Por: Thiago Buchler
em 29 de agosto de 2017

Entre em contato e conheça tudo o que podemos fazer pelo seu negócio, afinal, saber que você deve fazer os serviços de marketing e otimizações de performance, você já está cansado de ouvir!
Fale com a GTC!

Vamos Conversar :-)

Posts Relacionados

Performance

Por: Redação - GTC
em 16 de agosto de 2017

Como funcionam os outlets virtuais e porquê você deve ter um

Os outlets virtuais trabalham de maneira diferente das lojas virtuais comuns. Tudo começa pelo modelo de negóciodiferenciado: os outlets reembalam e vendem os produtos
devolvidos pelos clientes às lojas.

+
Performance

Por: Redação - GTC
em 5 de julho de 2017

Como garantir o sucesso do seu e-commerce em 3 letras: SAC

Um e-commerce tem sucesso quando consumidores confiam suficientemente para comprar, por isso, lojas com má reputação dificilmente têm sucesso. Conheça dicas valiosas para fazer com que seu cliente confie em sua loja.

+
Marketing Digital

Por: Redação - GTC
em 28 de março de 2017

Monitorar a concorrência
para vencer a guerra
do E-Commerce

Para se tornar líder entre os E-Commerce, é preciso lidar com diversas variáveis.

+
Parceiro Google